Perguntas e Respostas

1) Quais as despesas anuais em relação a impostos que terei com a carreta?  
R.: Somente a taxa de licenciamento anual, a carreta é isento de IPVA e Seguro Obrigatório.     
            
2) Por que tenho que emplacar a carreta? 
R.: Ela é um veículo, que no caso é atrelável, ou seja, não é motorizada. Mesmo assim ela é reconhecida como um veiculo independente que está inserida no trânsito/vias publicas.     
            
3) Qual Carteira de Habilitação devo possuir para puxar um reboque?

R: Desde que o reboque não ultrapasse 3.500 kg de Peso Bruto Total, o condutor deverá possuir carteira “B”. Se o reboque possuir acima de 3.500 de PBT, até o limite de 6.000 kg de PBT, a carteira necessária será a “C”. Se ultrapassar 6.000 kg de PBT a carteira necessária será a “E”.

            
4) É obrigatório o uso de “estepe” na carreta?  
R.: Segundo a resolução 14/1998 do CTB, não obriga o uso de estepe na carreta. A questão fica a critério do próprio motorista. Caso o veiculo dele tenha as rodas diferentes do reboque, por opinião própria, é bom ter uma estepe. Sendo assim o uso do estepe fica a critério do proprietário.     
            
5) A carreta paga pedágio?     
R.: Sim, geralmente o valor do pedágio da carreta é 50% o valor do veiculo (no caso da carreta ter apenas 01 eixo). Por exemplo, ao passar pelo pedágio, o motorista pagará a tarifa do veiculo + 50% do valor que é em relação a carreta (no caso de ser de 01 eixo).     
            
6) Posso utilizar apenas a Nota Fiscal para levar a carreta?     
R.: A Nota Fiscal só pode ser utilizada para levar a carreta da fábrica ou loja até seu destino, ou seja, o comprador usa ela apenas para levar pra sua casa. O período permitido é de 05 (cinco) dias a contar da data da emissão da Nota Fiscal.     
            
7) Quanto tempo eu tenho para emplacar a carreta?     
R.: Na verdade, o melhor de tudo é emplacar o mais rápido possível. Inicialmente existe dois problemas: andar com carreta sem placa corre o risco de apreensão. Outro problema é que após 30 dias da emissão da Nota Fiscal, o Departamento de Transito cobra uma espécie de Taxa/multa adicional por ter excedido o prazo para emplacar.     
            
8) As carretas possuem certificação ?     
R.: Sim, somos certificados por órgãos creditados pelo Inmetro, ABNT, Denatran. Renovamos nossos certificados a cada 02 anos. Mantemos em dia essa importante documentação.


9) Qual o limite de velocidade quando puxando um reboque?
R: O limite de velocidade nas vias públicas, quando atrelado um reboque, é o mesmo imposto para a classe que se enquadra o veículo rebocador. Mas lembre que é sempre bom ter prudência, pois você estará conduzindo dois veículos ao mesmo tempo.

10) Qual o custo do registro (1º licenciamento) de um reboque junto ao Detran?
R: Embora todos os Detrans, sejam subordinados ao DENATRAN, as taxas cobradas por eles são diferentes. Cada estado possui uma tabela. Consulte um despachante de sua confiança.

11) Qual prazo tenho para efetuar o licenciamento de um reboque novo?
R: Assim como qualquer outro veículo novo, o Código de Trânsito Brasileiro é obscuro com relação a isto. O artigo 123, § 1º, do respectivo diploma legal, estabelece o prazo de 30 dias na hipótese de transferência de propriedade, e nos casos de mudança de domicílio, alteração de característica ou categoria, estipula que as providências deverão ser imediatas.
Ocorre que a aquisição de um veículo novo não se enquadra em nenhuma destas hipóteses, mas sim de uma “aquisição de propriedade”.

12) Posso viajar puxando um reboque sem placa?
R: O Código de Trânsito Brasileiro prevê algumas hipóteses em que é possível. Quando você adquirir um veículo novo em uma determinada localidade, você poderá conduzi-lo até o destino descrito na Nota Fiscal, num prazo de 15 dias corridos da data de saída descrita na Nota Fiscal.
Conduzir um veículo dentro de sua própria localidade, sem seu respectivo licenciamento, pode até ser tolerado pelo agente de trânsito, mas legalmente não é permitido.

13) Como faço para registrar o reboque junto ao Detran?
R: O registro ou 1º emplacamento de um reboque adquirido de um fabricante homologado perante ao DENATRAN, segue o mesmo procedimento que o de um carro 0 km. Este procedimento está previsto no art. 120 e seguintes do CTB.
Será necessário a apresentação da Nota Fiscal de compra, juntamente com seus documentos pessoais.

14) O uso de Corrente de segurança Carro/Carreta é obigatório?
R: Sim. A utilização de corrente de segurança ligando o reboque ao veículo rebocador é obrigatória.
Embora as travas de engates atuais sejam muito seguras e eficientes, a exigência da utilização deste equipamento de segurança ainda está vigente.
Pensando nisso, a Itanhandu Reboques vende seus reboques já com este equipamento instalado.

 

Skype
live:ItaReboque

 

ou clique no simbolo do SKYPE   para abrir um chat conosco

 



 

ACEITAMOS PAGAMENTO PARCELADO EM CARTÃO DE CRÉDITO

PARCELAS DE 2X A 6X EM SEU CARTÃO DE CRÉDITO
!! APROVEITE
! !